Banner_Topo_Cidade_185_Guia

cidade »

22/11/2012 - 10h51

‘Chega de Acidente’ mobiliza sergipanos

Valéria Bezerra / Equipe AV
A estatística de acidentes de trânsito vem crescendo em todo o estado de Sergipe. Motos, carros, bicicletas, atropelamentos, enfim são diversos fatores vem causando mortes, ou mesmo graves sequelas, quando não mesmo, traumas psicológicos para a vítima ou em toda família. Visando coibir esse número crescente, o Comitê Municipal de Mobilização pela Saúde, Segurança e Paz no Trânsito (Comsepat) foi criado por 42 entidades, com o objetivo de ampliar o número de Instituições públicas, privadas e pessoas físicas, a fim de agirem em combate a esses acidentes.

Desde a semana passada, o Comitê vem realizando ações na campanha Chega de Acidentes, em Aracaju. Foram realizadas distribuições de comunicados, alertas aos motoristas, mobilizações de pessoas, a fim de chamar a atenção e com isso, tentar diminuir em 50% os acidentes com mortes e as lesões permanentes, no trânsito.

     (FOTO: Aracaju Virtual)

Hoje, dia 22, as ações foram realizadas em três pontos da cidade, para chamar a atenção da sociedade, para a quantidade de mortes que ocorrem diariamente na capital sergipana e demais cidades no interior do estado. As ações aconteceram simultaneamente em Aracaju, na rotatória da Ponte Godofredo Diniz, ao lado do Caju, entrada do bairro Coroa do Meio, na Avenida Júlio Cesar Leite, no caminho do Aeroporto e na rotatória da avenida do DER. Todas receberam o apoio da Polícia Militar de Sergipe, através da Companhia Policia Rodoviária Estadual (CPRV).

DADOS DE SERGIPE

Segundo dados do Departamento de Trânsito de Sergipe, (DETRAN), a estatística de número de acidente registrados em 2012, de janeiro até novembro chega a 4493, sendo confirmada uma média mensal de 408,45 acidentes. Esses dados foram fornecidos pelo Comando de Policiamento de Trânsito (CPTRAN), Boletim de Ocorrência de Acidentes de Trânsito (BOAT), da Justiça Volante e Companhia de Polícia Rodoviária Federal (CPRV).  

Em 2011, o número de acidentes fechou o ano em 5412. Em comparação com o mesmo período (janeiro a outubro), do ano passado, o percentual subiu 5%.

     (FOTO: Aracaju Virtual)

DADOS NACIONAIS

Na década 1998/2008, o Sistema de Informação de Mortes (SIM) do Ministério da Saúde (MS) registrou um total de 38.273 mortes nos diversos tipos de acidentes de trânsito em todo país. Esse número pode ser considerado muito elevado, superior até ao número de mortes em muitos dos conflitos armados com duração semelhante. Esse dado coloca o Brasil em 10º lugar entre os 100 países analisados no relatório do estudo divulgado em 24 de fevereiro de 2011.

Neste mesmo período, a estrutura de composição desses acidentes foi alterada. No registro do SIM, o número de mortes de pedestres caiu drasticamente, e nas demais categorias aumentou: o número de ocupantes de automóveis mais que duplicou; o número de ocupantes de caminhão quase triplicou e o número de ciclistas quadruplicaram. E, de forma trágica, os motociclistas aumentou sua mortalidade em 754% nesta década indicada acima.

As evidências de que essa não é uma preocupação só brasileira. O relatório recente da Organização Mundial da Saúde destaca que, anualmente, morrem quase 400.000 jovens de menos de 25 anos de idade vítimas de acidentes de trânsito, e vários milhões sofrem ferimentos graves ou tornam-se incapacitados.

Com Informações do Detran e do MAPA de Violência 2011, do MS.
  • Google+
  • Twitter
  • Facebook
  • Compartilhe: 

Links relacionados

Você no AV

Comentários

ANTES DE ESCREVER SEU COMENTÁRIO, LEMBRE-SE:

O AV não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham
o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado.

Dê sua opinião com responsabilidade!

Faça seu comentário

Notícias mais acessadas »

Você no AV
Tweets